26ABR

Passaporte sanitário: saiba o que é e como tirar

O passaporte sanitário é um documento não obrigatório que informa as condições de saúde do turista em relação à Covid-19. Quer entender como ele funciona e quais países usam a certificação? Continue lendo a matéria.

 

Em março, a Europa anunciou o lançamento do passaporte sanitário de Covid-19. O objetivo da ação é estimular que as viagens internacionais aconteçam de forma mais segura durante o período de pandemia.

Por ser algo novo, muitas pessoas ainda estão com dúvidas sobre o seu funcionamento. Separamos alguns pontos importantes para esclarecê-las. Acompanhe:

 

O que é o passaporte sanitário?

O passaporte sanitário é um documento que está sendo usado pelos países pertencentes à União Europeia como forma de comprovar que o titular está imunizado contra a Covid-19, sendo assim, não oferece riscos de transmitir o vírus entre as fronteiras.

Essa comprovação pode ser feita por meio de um aplicativo para dispositivos móveis, por isso também é conhecido como “verde digital”. O passaporte sanitário conta com três tipos de certificados: um de vacinação, um de teste PCR negativo e/ou um de que o viajante se recuperou da contaminação.

É importante destacar que o documento em questão não tem nenhuma similaridade com o “passe sanitário”. Esse, por sua vez, é um comprovante que só possui validade no país de origem, autorizando a população a frequentar alguns estabelecimentos, como restaurantes por exemplo.

 

Como a União Europeia está incorporando o passaporte sanitário?

Na União Europeia, vários países estudam a possibilidade de implementar o passaporte sanitário para permitir a entrada de turistas.

O documento conta com um QRCode com as informações sobre a vacinação do titular, contendo o nome da vacina aplicada, resultado negativo do PCR ou se está imunizado após contrair o vírus e se curar.

 

O documento realmente é um passaporte?

Nenhum dos projetos que estão sendo aplicados na União Europeia possuem valor de passaporte, ou seja, o passaporte sanitário não é um documento obrigatório para viajar de um país para o outro.

O grupo trabalha para que o certificado facilite a livre-circulação que está descrita nos regulamentos do bloco econômico, porém, ele não será obrigatório para atravessar as fronteiras.

O setor privado também estuda aplicar essa iniciativa aos seus serviços, uma vez que buscam a retomada do segmento de Turismo, que está sofrendo com uma forte crise desde o início da pandemia, em março de 2020.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), que reúne as principais companhias aéreas, está avaliando a possibilidade de implementar um passaporte digital para que os viajantes comprovem sua real situação de saúde antes de embarcar nos aviões.

 

Ações fora da União Europeia

A maior movimentação para que o passaporte sanitário seja implementado acontece na União Europeia, porém, alguns países de fora do bloco também estão utilizando certificados para ter certeza da imunidade dos turistas.

No início de março, a China anunciou o lançamento do “certificado de saúde digital” para os chineses que desejarem viajar para o exterior. Esse documento é apenas uma das várias opções, mas, como ainda não foram firmados acordos com outros países, o interesse continua vago.

 

Aumente a segurança em sua viagem para a Europa

Além do passaporte sanitário, é preciso tomar todos os cuidados necessários para fazer uma viagem segura à Europa.

Uma ótima opção é contar com uma empresa de transporte executivo para evitar transportes públicos durante a viagem. A CS Global atua no Brasil e em mais de 135 países oferecendo segurança e proteção a todos que passam por nossos veículos.

Além disso, estamos seguindo todas as recomendações da OMS para higienização e distanciamento social.

Quer conhecer mais sobre nossos serviços? Entre em contato conosco.